PLANEJAMENTO DE VIAGEM: Erros comuns cometidos nos aeroportos e como evitá-los!

Os viajantes de plantão sabem o quanto já passaram por apertos devido aos erros cometidos nos aeroportos e nas viagens de rotina.

Diante das experiências desastrosas ficam as lições e com elas, os aprendizados. 

Baixe o cronograma completo de preparativos para viagens internacionais. Passo a passo dos 60 dias que antecipam o dia da viagem, basta clicar aqui para fazer o download do Cronograma preparativo para viagens internacionais.

Sendo assim, prepare-se que lá vêm mais dicas valiosas para você ficar atento quando decidir ganhar o mundo!

DICA 01: Chegar com antecedência nos Aeroportos

Parece lógico, mas muita gente ainda chega em cima da hora do embarque! 

O recomendado é chegar duas a três horas antes do horário agendado para o voo. Principalmente quando internacionais, porque tem toda uma preparação intensa e cheia de burocracia a ser realizada até sua liberação. 

E outra, ninguém está interessado se houve congestionamento, chuva, alagamento, esquecimento ou qualquer outro tipo de justificativa que seja dada para o atraso. 

Além disso, você ainda corre o risco de se estressar, perder a viagem e o dinheiro investido quando não for possível a remarcação.  

Não corra esse risco. Vale ser precavido nessas horas!

DICA 02: Conexões com horários apertados

Deslumbrado com os preços baixos e vantajosos, muitos viajantes caem em um erro básico ao comprar as passagens. Não observar as conexões com horários apertados, ocasionando o tal corre-corre pelos corredores dos aeroportos.

Cada país tem sua regra. No Brasil, todo voo chegando do exterior terá que ter suas bagagens sujeitas a procedimentos de alfândega. Mesmo que seja uma conexão para outro destino doméstico dentro do País. 

Dessa forma, não planeje conexões com tempo apertado demais. Você pode enfrentar problemas quanto ao tamanho dos aeroportos; a busca pelos portões de embarques/desembarques; as filas quilométricas das alfândegas e dos despachos das bagagens no balcão do “check-in”; ou ainda, a busca frenética pelas bagagens entulhadas até encontrar a sua na esteira.

Enfim, ao comprar os bilhetes, observe o tempo das conexões dos voos chegando do exterior. Sugiro reservar um tempo de umas duas horas de folga para resolver tudo com a plenitude e calma que uma viagem requer. 😉

Ahhh e não esqueça, não é preciso pagar novamente pelo despacho das malas em cada conexão. O pagamento inclui o percurso de ida e volta e as malas apenas estão sujeitas à inspeção da alfândega no primeiro aeroporto do País. 

Faça sempre uma conferência em cada destino para garantir que as bagagens não se percam pelo caminho e cheguem ao seu destino direitinho, viu?

DICA 03: Preencha antecipadamente a Declaração de Bens apresentada na Alfândega

A Declaração Eletrônica de Bens do Viajante (e-DBV) do Brasil, também conhecida, nos EUA, por Declaração de Alfândega Americana – “CUSTOMS DECLARATION”, é um documento eletrônico ou por escrito que o passageiro deve preencher com informações próprias e dos bens que levam consigo, além da situação fiscal e do pagamento dos impostos. 

Além dessa declaração, agora foi criado mais um documento a ser preenchido em viagem e entregue na imigração nos EUA.

Clique aqui para obtê-lo.

Tudo isso com o intuito de obter uma intervenção mínima por parte da Alfândega, seja na saída ou na entrada no País.

Aqui no Brasil, essa declaração pode ser acessada no site da Receita Federal pela Internet ou em algum terminal de autoatendimento localizado nos pontos de entrada no País. 

A e-DBV é uma forma fácil e prática para os viajantes, que poderão preencher e transmitir sua declaração ainda no exterior, com antecedência de até 30 (trinta) dias. Providenciar o pagamento antecipado do imposto de importação por “home banking”, agilizando sua passagem pela Alfândega.

Não há nada que deixe o pessoal da alfândega com mais mau humor, do que o viajante que chega com o formulário sem estar preenchido, causando retardo e filas até o seu preenchimento.

Não seja esse viajante desavisado! Preencha antecipadamente a Declaração de Bens apresentada na Alfândega.

DICA 04: Localização dos terminais e portões de embarque e desembarque 

Geralmente quando estamos viajando, relaxamos um pouco. Mas é sempre útil observar e atentar para alguns detalhes importantes que cercam a viagem: a localização dos terminais e portões de embarque e desembarque é um deles. 

Em aeroportos imensos, saber onde vai chegar ou sair o voo, dá segurança e facilita para agilizar o encontro com amigos, familiares e até para agendar com os motoristas de “app” ou táxis.

Para não passar por desgastes físicos e emocionais, a partir do “check-in”, acompanhe onde ficam os terminais e portões de embarque e desembarque. Bem como, o que deve fazer para se deslocar de um local para o outro (carrinhos, esteiras rolantes, etc). 

Essa dica é preciosa. Pode parecer desnecessária, mas não é! 

E não esqueça!!!

Baixe o cronograma completo de preparativos para viagens internacionais. Passo a passo dos 60 dias que antecipam o dia da viagem, basta clicar aqui para fazer o download do Cronograma preparativo para viagens internacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *